Servidores da saúde de Água Branca pretendem realizar manifesto na Câmara de Vereadores nesta sexta-feira (9)

De acordo com áudios de um grupo de WhatsApp enviados ao portal Editora Guia Mais, por uma pessoa que preferiu não se identificar, os servidores estariam com os salários atrasados e segundo a Prefeitura da cidade, o motivo seria a não aprovação da LOA.


Por Marcos Maciel em 08/02/2018 - 17:48 hs

Cidade de Água Branca/AL - Foto: Adalberto Gomes Notícias

Os servidores municipais da saúde de Água Branca, no Sertão de Alagoas, pretendem realizar uma manifestação na Câmara de Vereadores da cidade, em busca de esclarecimentos do motivo da não aprovação da Lei Orçamentária Anual (LOA) pela Casa Legislativa. De acordo com áudios de um grupo de WhatsApp enviados ao portal Editora Guia Mais, por uma pessoa que preferiu não se identificar, os servidores estariam com os salários atrasados e segundo a Prefeitura da cidade, o motivo seria a não aprovação da LOA.

Em um dos áudios enviados a nossa reportagem, uma servidora que não teve seu nome divulgado orienta os colegas de trabalho que para fazer uma paralização é preciso fazer uma comunicação ao órgão responsável para ninguém ser prejudicado. A servidora orienta ainda que quanto a manifestação não teria problema nenhum.

“Gente, pra fazer greve ou paralisação, vocês precisam fazer a comunicação no tempo hábil, pra ninguém ser prejudicado, porém esse manifesto que vocês querem fazer na Câmara na sexta-feira, não tem problema nenhum, vocês se organizem amanhã, entendeu? E vão pra lá, porque isso não vai ser uma greve, vai ser só um manifesto pela aprovação da LOA, entendeu?  o que eu tô querendo dizer pra você é, vocês precisam entender porque que os vereadores não estão aprovando, será que é questão dos vereadores, questão política, é algum erro na lei, tá entendendo? Mas amanhã, mas na sexta-feira não tem impedimento, agora se continuar o impasse e decidisse fazer greve, aí sim. A gente precisa tomar algumas providências legais. Mas fazer um manifesto na sexta-feira no horário da seção, acho que não vai ter problema, ninguém vai querer descontar ponto ou coisa assim, entendeu? Se organizem façam uma assembléia, façam uma ata se possível, e vão pra lá”, disse.

Em resposta a servidora, o vereador Cargilson Lacerda (PC do B), esclarece através de um áudio, que a não aprovação da LOA por parte dos vereadores, seria um erro encontrado no projeto, onde estaria constando orçamento para Secretaria de Administração, que segundo o edil teria sido extinta.

“Então gente, o que está acontecendo é o seguinte, todo ano tem que ser aprovada a Lei Orçamentária, a Lei Orçamentária naturalmente ela é aprovada até o dia 31 de dezembro, mas quando ela é mandada no prazo certo também, o prefeito mandou no prazo; de 31 de novembro essa lei pra Câmara, e não teve tempo da gente puder vota-la em dezembro, só que quando chegou em janeiro que a gente já ia aprovar, na segunda semana eu acho, foi encontrado um erro, a secretaria de administração tinha sido extinta, e no orçamento que o prefeito e a equipe dele mandou, estava constando a Secretaria de Administração, então foi detectado pelos vereadores quando o projeto já estava no plenário, não foi detectado na comissão porque o pessoal da comissão; Orlandinho, Carlos professor, que tem os filhos e os parentes todos na prefeitura, não detectaram”, pontuou.

De acordo com informações obtidas pela nossa reportagem, na terça-feira, 6, a aprovação da LOA seria discutida pelos parlamentares, mas não foi possível devido à falta de quórum. Alguns servidores estiveram presentes na Casa Legislativa. 

 



Deixe seu Comentário


 topo

Seja visto por centenas de pessoas diariamente

Cadastre-se agora mesmo em nosso guia comercial, conheça agora mesmo nossos planos !